Resenhando o Livro: A Cabana | William P Young

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

E ai galera, tudo bom com vocês? E ai, como estão passando esse final de semana e feriado de carnaval? O meu está tudo tranquilo, mas como sempre, lendo rsrs. Minhas primas de São Paulo vieram passar o feriado aqui no interior e também estou aproveitando. Mas não podia deixar vocês sem resenha né? Confira abaixo:

Título: A Cabana

Personagens Principais: Mack, Melissa, Nan, Deus.

Autor: William P Young

Páginas: 232

Editora: Arqueiro

A história narra a vida de Mack, que foi acampar com sua esposa, Nan, e seus filhos Jon, Tyler, Josh, Katherine e Melissa. No meio de um lago, Kate e Josh estavam em uma canoa, que virou e Josh não conseguiu emergir, e assistindo a cena, Mack sai correndo para salvar os dois, deixando Melissa sozinha que estava com ele. Quando os três retornam a terra firme, eis o espanto. Missy (forma carinhosa de chamar Melissa), não estava mais lá, em lugar algum.

Com isso, a polícia é acionada para começar as buscas por Missy. Uma única pista que conseguem, é de uma criança usando roupa semelhante a de Missy, que foi levada por um homem desconhecido em um jipe verde. Também foi encontrado na cena do crime, um broche de joaninha com detalhes específicos, que o FBI percebe ser a assinatura do Matador de Meninas, e também um vestido de menina em uma poça de sangue.

O que se define, é que Missy foi sequestrada e assassinada, mas sem ter seu corpo a vista. Anos se passaram, e Mack e Nan tentaram esquecer o passado. Mas o passado volta a tona quando Mack retira uma carta da caixa de correios, que foi recebido por "Papai", no qual é o apelido que Nan usa para chamar Deus, que Mack acredita que foi recebida por Ele, que o convidava a retornar a cabana, onde aconteceu o crime.

Mack achava que a carta era uma brincadeirinha de mal gosto, mas acaba indo mesmo assim para verificar, sem contar a sua família, mas no meio do caminho, ele se fere. Depois, Mack encontra- se dentro da cabana e conversando com Deus, ou Papai. Com vários dias de conversa, Mack passa a refletir sobre sua vida e sobre o seu passado doloroso com o pai e o passado doloroso com Missy.

Minha Opinião:
O livro no começo é um pouco doloroso, no qual você sofre junto com o personagem com a morte de Missy (lembrando que não é um spoiler). Mas com o tempo, você acaba se acostumando e pegando gosto com o livro e sua história.
Todo o livro, William P Young faz você refletir, sobre a vida e sobre religião. Super recomendo a vocês.

2 comentários:

  1. Esse foi um dos melhores livros que já li em toda minha vida, no entanto, não fiz sua resenha!
    Parabéns, Daniel, achei muito interessante seu ponto de vista...
    http://www.penapensante.com.br/

    ResponderExcluir